6.2.13

prÓximo TRABALHO:


em VIAGEM

A existência terrestre é uma viagem educativa.
Começa na meninice, avança pelos caminhos claros da plenitude física e altera-se na noite da enfermidade ou da velhice, para renovar-se, além da morte.
Repara, pois, como segues.
Não te agarres aos bens materiais, senão no estritamente necessário para que te faças valioso irmão no concurso aos companheiros de jornada e útil a ti mesmo.
Há muitos viajores que sucumbem na caminhada sob pesados madeiros de ouro a que se jungem, desorientados.
Não reclames devotamento do próximo, e, sim, ama e auxilia a todos os que se aproximem de ti, para que o teu amor não desça do Alto aos tenebrosos despenhadeiros do exclusivismo.
Muitos peregrinos enlouquecem o coração no mel envenenado das afeições doentias e demoram-se longos séculos na corrente viscosa do charco
Não prossigas viagem guardando ressentimento, para que não aconteça te prendas impensadamente aos labirintos do ódio.
Muitos viajantes, a pretexto de fazerem justiça, tombam, insensatos, em escuras armadilhas da crueldade e da intriga, com incalculáveis prejuízos no tempo.
Recorda que iniciaste a excursão terrestre sem qualquer patrimônio e encontraste carinhosos braços de mãe que te embalaram, amparando-te, em nome do Eterno.
Lembra-te que nada possuis, à frente do Pai Celestial, senão tua própria alma e, por isso mesmo, soem tua alma amealharas o tesouro que a ferrugem não consome e que as traças não roem.
Prazer e dor, simplicidade e complexidade, escassez e abastança, beleza da forma ou tortura do corpo físico, são simplesmente lições.
O caminho do mundo que atravessas cada dia, é apenas escola.
Teus afetos mais doces são companheiros com tarefas diferentes das tuas.
Segue sem imposição, sem preguiça, sem queixa e sem exigência.
O corpo é o teu veiculo santo.
Não lhe conspurques a harmonia.
A experiência tua instrutora.
Não lhe menosprezes o ensinamento.
O próximo de qualquer procedência é teu irmão.
Não o abandones.
O tempo é o empréstimo divino que recebeste do Céu, para a edificante peregrinação.
Valoriza-o com o teu aprimoramento no amor e na sabedoria.
E aceitando Jesus por mestre, em teus passos de cada hora, guarda a certeza de que, em breve, atingiras a alegria do sublime retorno ao Divino Lar.

LIVRO: CARIDADE
Emmanuel & Francisco Cândido Xavier



 

10.12.12

receita de ANO NOVO

Para você ganhar belíssimo ANO NOVO
cor do arco-íris, ou da cor da sua paz,
ANO NOVO sem comparação com todo o tempo já vivido
(mal vivido talvez ou sem sentido)
para você ganhar um ANO
não apenas pintado de NOVO, remendado às carreiras,
mas NOVO nas sementinhas do vir-a-ser;
NOVO
até no coração das coisas menos percebidas
(a começar pelo seu interior)
NOVO, espontâneo, que de tão perfeito nem se nota,
mas com ele se come, se passeia,
se ama, se compreende, se trabalha,
você não precisa beber champanhe ou qualquer outra birita,
não precisa expedir nem receber mensagens
(planta recebe mensagens? passa telegramas?)

Não precisa

fazer lista de boas intenções
para arquivá-las na gaveta.
Não precisa chorar arrependido
pelas besteiras consumadas
nem parvamente acreditar
que por decreto de esperança
a partir de janeiro as coisas mudem
e seja tudo claridade, recompensa,
justiça entre os homens e as nações,
liberdade com cheiro e gosto de pão matinal,
direitos respeitados, começando
pelo direito augusto de viver.

Para ganhar um ANO NOVO

que mereça este nome,
você, meu caro, tem de merecê-lo,
tem de fazê-lo NOVO, eu sei que não é fácil,
mas tente, experimente, consciente.
É dentro de você que o ANO NOVO
cochila e espera desde sempre.

CARLOS DRUMMOND de ANDRADE



































DIA 05 (SÁBADO) 19h
TERÇO
trabalho de SANTO REIS
ENTREGA dos TRABALHOS
farda branca - HINÁRIO do MESTRE

5.12.12





































hinário do MESTRE
farda BRANCA

28.11.12


ATIVAÇÃO 12:12:12

A Ativação 12:12:12 em 12 de dezembro de 2012 trará as frequências mais altas já codificadas na Luz da Consciência Crística ao planeta para a transformação da Terra e de todos os seres.
Através do poder dos portais associados, mantidos abertos pelos Arcanjos no 11:11, uma nova força de Consciência Crística será disponibilizada durante a Ativação 12:12:12.
O poder desta energia despertadora habilita cada pessoa a ter a experiência da Luz Crística no momento do Código 12:12:12.
Uma vez experimentada, vocês não voltarão aos modos antigos, pois a Luz Crística Dourada literalmente elimina do seu ser as frequências que não mais servem para vocês.
Transformadas pela Luz, as células despertam para a codificação incorporada por sua alma.
Esta ativação foi mantida em suspensão até que a consciência terrena apoiasse o despertar em massa.
Conscientização e preparação são assinaturas chave para a transformação disponibilizada pela Luz Crística.
A hora é Agora.
O 12:12:12 representa uma ativação do Amor Divino dentro, através e ao redor de vocês.
Quando o Amor Divino ativa os filamentos codificados de luz dentro do seu ser há uma comunhão de despertar.
Ela muda o corpo para o sistema de 12 hélices e permite a conexão das fitas de DNA.
Isto ativa a energia sutil que une o novo sistema de 12 chakras.
A Luz sozinha não pode criar a conexão, apesar de a Inteligência Divina estar dentro da Força da Luz.
O Amor Divino é necessário para despertar o código da união de sua Alma com a conclusão inerente no Doze.
Este é o despertar da Consciência Crística.
Unidade Divina
Através do 12:12:12 haverá uma sensação de renascimento para a unidade com todos os aspectos de vocês.
Saúdem-se com um novo nível de respeito e honrem seu compromisso com esta vida.
Sua disposição de prosseguir no Caminho da Luz pelo tempo trouxe-os a uma conclusão de um aspecto da sua jornada de alma.
Agora sua tarefa é levar profundamente esta nova inteireza para seu ser para empoderar vocês.
Deixem a Luz Crística se infiltrar em todas as células e criem uma nova força de cura que penetrará sua consciência.
Quando vocês integrarem este alinhamento em vocês, o Amor Divino em seus campos de energia ativará seu DNA e tornar-se-á tão difundido que seu mundo literalmente começará a mudar ao seu redor.
Comecem a usar esta nova conexão à Energia Crística, que contém a Força da Luz de Cura e Compaixão.
Levem-na a todas as suas histórias, todos os seus relacionamentos e todos os locais de sua vida que ainda não parecem irradiar com toda a bondade que vocês têm imaginado.
Usem esta Luz Dourada para se fortalecer com o verdadeiro perdão e compaixão.
Não importa o que esteja acontecendo, foquem-se na Unidade dentro da verdadeira Luz do Cristo e tragam este Amor Divino e Compaixão para si.
Criem o hábito de fazer isto antes que qualquer outra reação possa acontecer e vocês descobrirão que este verdadeiramente é um novo tempo para estar vivo.
Novas Estruturas no Sistema Humano de Energia















Com a Ativação 12:12:12, as novas estruturas são construídas no sistema humano de energia.
O alinhamento da conexão de 12 fitas na estrutura do DNA abre o caminho para a criação do sistema de 12 chakras.
Esta alteração de paradigma dentro do desenvolvimento do ser humano codificado começa a criar uma estrutura totalmente alinhada que opera na frequência mais alta da energia disponível agora.
Este novo sistema de energia alinhado permite ao humano não somente navegar esta nova época terrena, mas também pavimentar o caminho para os outros responderem.
Os códigos instalados no sistema humano de energia que disparam em horas diferentes têm criado ondas de mudança nas estruturas instaladas no paradigma do velho mundo.
Agora cada pessoa sentirá o impulso da alma para entrar em ação intencional, recuar ou escolher deixar totalmente o planeta para esperar por uma época mais desenvolvida na Terra.
Maior evolução a níveis planetários cria novas aberturas para almas entrarem.
Aqueles cujo DNA codificado de luz permitiu que suas frequências de luz se alterassem, agora operam numa terra multidimensional simultaneamente magnetizando outras almas.
Um entrelaçamento de frequências de energia proporciona ao seu próprio código interno disparar em ressonância, atrair mais dos que estão preparados para despertar.
É verdadeiramente um tempo excitante para estar vivo e vocês nasceram para ser os criadores das novas estruturas da Terra.
Nesta nova energia vocês podem sentir como se vocês finalmente vieram para Casa.
Criem uma visão empoderada para servi-los conforme vocês elevam suas frequências de energia nas novas estruturas de luz dos códigos 12:12.
Isto ativará seus centros de energia de um modo novo.
Criem uma profunda conexão vital a uma Terra esperando por este tempo de respeito.
Vocês têm parceiros invisíveis cujo trabalho inclui sua evolução para assistirem na criação de um mundo totalmente operante que funciona numa frequência superior de Luz e Amor Divino.
Vocês nasceram para isto.
Agora é a sua hora.

Visualizem a hélice de 12 fitas do DNA codificado de luz dentro de vocês indo fundo para a Terra e acima de sua cabeça.
Isto emponderará a conexão do sistema de 12 chakras acima, dentro e abaixo de seu corpo.
Reúnam-se a outros nos momentos 12:12:12 para assistir no disparo dos códigos de energia da nova matriz.
Estas serão as estruturas que ajudam a criar a Nova Terra - uma onde o espírito em todas as coisas é honrado, e a beleza e a harmonia são santificadas.
Se você estiver lendo isto, você está alinhado à Energia Crística que empodera a nova vida na hora codificada em 12:12:12 neste 12 de dezembro de 2012.
É o verdadeiro início de uma alteração de paradigma que continuará pelos próximos três anos.
Tudo mudará.

Comprometam-se com uma evolução graciosa e comecem a construir as novas estruturas dentro de seu ser, para que aqueles do mundo possam seguir o projeto.
Vocês sempre foram os pavimentadores do caminho e isto ainda continuará.
O alinhamento da energia 12:12:12 é o que tem se chamado de "Segunda Vinda".
Mal interpretado por séculos, esta conexão à Consciência Crística é dentro de vocês e não é a chegada de um único ser iluminado ao mundo.
O despertar de toda a energia espiritual evolucionária está disponível dentro de todos os seres, se eles escolherem e estiverem dispostos a trazer para o planeta a mudança evolucionária de consciência que a Terra aguarda.
É a sua hora de escolher.

Recebam o Perdão
Na Ativação do 12:12:12, o Perdão Divino é proporcionado para a cura de todas as feridas antigas.
Seu trabalho é receber a cura pela aceitação do perdão pelos erros que vocês acreditam que cometeram.
Permitam a luz do Amor Divino saturar todas as estruturas antigas que vocês construíram ao redor da ideia de vergonha e indignidade.
Perdoem os ataques a vocês mesmos por terem falhado em fazer qualquer coisa que vocês pensavam que "deveriam estar fazendo".
Esta nova Luz codificada com a energia Crística contém uma frequência de cura e amor.
Ela também mantém um alinhamento com o seu eu multidimensional para criar mais unidade e totalidade dentro do seu ser.
Vocês, os dedicados guerreiros espirituais, puseram os pés neste caminho no momento em que nasceram.
Vocês testemunharam a dedicação no mundo ao seu redor a tudo que vocês consideravam inverdade.
Vocês empunharam a bandeira de sua Alma da Verdade, Iluminação e Expansão e começaram a se mover em direções onde eram recebidos com medo e controvérsia.
Isto pode até ter provocado discórdia na dinâmica de sua família que continua até hoje.
Apesar disso, vocês mantiveram o compromisso à sua crença na Luz Divina e no processo de evolução - um caminho que honrava a santidade de toda vida na Terra.
Um reconhecimento de que existem outras dimensões que se fundem e coincidem com a sabedoria antiga e com a Verdade iluminada penetrou sua consciência.
Vocês estavam abertos para receber os ensinamentos que ressoavam fundo no seu ser, não importando como isso parecia para os outros.
Pela onda da consciência em elevação, foi preciso grande coragem para se manter firme em suas crenças.
Em 12 de dezembro de 2012, a Ativação 12:12:12 é uma ancoragem de tudo que vocês mantiveram como sendo verdadeiro dentro de sua alma.
Eis uma prece para assistir a ativação:

Presença Divina,
Durante esta Ativação 12:12:12, eu convido o Amor Divino e a Luz Dourada ativos na Consciência Crística para fluírem graciosamente através de mim e se ancorarem na Terra.
Eu agora peço por uma conexão despertadora dentro do meu DNA ao Amor Divino, a Compaixão e a Luz da Fonte Suprema para as 12 fitas do DNA dentro de mim, criando a hélice completa de Luz que ativa meu sistema de 12 chakras.
Peço pelo alinhamento de minha Alma a todo Amor Divino e Luz que eu possa receber para o bem da minha evolução e da evolução da Terra nesta época.
Eu convido a assistência dos Anjos, Arcanjos, Mestres e todos os seres de Luz que trabalham para o meu despertar para estar comigo neste processo.
Que todos os seres despertem para seu Potencial Divino e tragam a presença do Amor Divino para seus corações.
Que mais Graça flua através de todos nós para abençoar este planeta.
Que a Terra seja honrada de um novo modo que permita nosso lindo planeta prosperar.
Que todos os corações sintam as dádivas desta Presença Amorosa dentro deles para que a Paz possa prevalecer na Terra.
Obrigado, Deus, por isto e por todas as nossas bênçãos.
E assim é.

Shanta Gabriel pelo Arcanjo Gabriel
Tradução: Blog SINTESE http://blogsintese.blogspot.com/
Contribuição Cris Kauer

24.10.12

18.10.12

aniversário da IGREJA 10 ANOS


enCOntrO dOs oriXás



































Coisa mais linda não há
Que os encontros entre os nossos orixás

Oxalá quando encontra Iemanjá
Põe a linha do horizonte em nosso olhar
Pra mostrar como são belas todas as linhas
Que nos levam em retorno ao nosso Pai

Coisa mais linda não há...

Como é bela a beira-mar pela manhã
Iemanjá sentindo o sopro de Iansã
E esse sopro faz nascer onda no mar
Que embala e faz a gente navegar

Coisa mais linda não há...

Iansã chega ao reinado das matas
Rei Oxossi abre os braços pra abraçar
E no abraço surge o bailado das árvores
E a passarada começa logo a cantar

Coisa mais linda não há
Que os encontros entre os nossos orixás

E à noite, no brilho da Lua Cheia
Todos cantam a natureza, a paz, o amor
Vibram as nossas santas forças divinas
E o Deus Pai faz soar seu grande tambor

1.10.12

24.9.12

aniversário de PADRINHO CORRENTE


O velho Manoel Corrente contava que havia entrado para o Cefluris por ordem do próprio Presidente do Ciclu, Leôncio Gomes, e da viúva do Mestre, Madrinha Peregrina. Nascido em Corrente, no Piauí, e vindo para os sertões do Rio Iaco, no Acre, na década de 1930, para trabalhar com a extração do látex da seringa, ele conheceu pessoalmente o Mestre Irineu mas não chegou a tomar Daime com ele: foi apenas depois do filho Francisco começar a participar do Alto Santo, em novembro de 1971, já quando Leôncio Gomes ocupava a direção dos trabalhos, que Manoel Corrente ingressou nas fileiras do centro. Em 1974, após a separação havida por parte dos fundadores do Cefluris, ele foi ter com os dirigentes do Alto Santo para pedir aconselhamento e eles recomendaram que ele e sua família ficasse ao lado de Sebastião Mota de Melo para apoiá-lo em seus trabalhos. Assim, a família Corrente, qual verdadeiro clã conjuntamente com as famílias Mota e Carneiro, passou a ser um dos alicerces espirituais do Cefluris.

Além dos filhos (Francisca, Dalvina, Albertina, Francisco, João, José, Maria e Raimunda) com a esposa Dona Maria, Manoel Corrente foi também pai adotivo de duas crianças mais velhas que haviam perdido a mãe tragicamente na vida do seringal, o que demonstra a prevalência de seu coração paternal muito antes de conhecer a Doutrina. No Cefluris, quando o pessoal do Padrinho Sebastião foi abrir sua colocação no Seringal Rio do Ouro, foi comandante da comunidade na Colônia Cinco Mil antes desta passar para a direção do Padrinho Wilson. Depois disso foi um dos fundadores do Mapiá, e nos anos noventa, havendo falecido o Padrinho Sebastião, ficou como seu representante perante a irmandade, só não viajando o tanto que gostaria pelos demais centros por motivo da idade avançada que fazia dele o mais velho morador do Céu do Mapiá.

Em homenagem ao Padrinho Corrente, assim escreveu Antoine Yan Monory:

Ele era uma pessoa de disciplina, que não gostava de ver as pessoas brincar com a espiritualidade, sendo que ele era um esteio espiritual importante da Corrente de Luz da qual participava. Temos uma lembrança querida deste nosso velho, sendo que foi ele, quando das primeiras vezes que nos deparamos com o Sagrado Feitio do Daime, que nos ensinou a cuidar das folhas da Rainha, com todo carinho e atenção "como há de ser". Era lavando, várias lavagens, fiscalizando de alguma forma a catação das mulheres, na força das águas doces, sob a luz do Sol ou do luar, e a luz do Divino Mestre... Foi ele quem zelou mesmo das folhas, durante muitos anos, pondo-as aconchegadas nas folhas de bananeira, as regando sempre, por vezes escondidas em recantos discretos sob a sombra fresca da verde e amorosa floresta. Isto há de ser lembrado!...

Ele falava uma coisa muito boa para nós lembrarmos agora, sendo quase um hai-kai taoísta (uma frase ou idéia curta, de caráter enigmático, tendo um significado espiritual para destrinchar), de que QUEM ESTÁ CERTO ESTÁ ERRADO, E QUEM ESTÁ ERRADO ESTÁ CERTO.
Podemos relacionar isto com a temática das normas de ritual, ou das formas "certas" ou apropriadas de agir de modo geral, e assim às vezes uma pessoa parece estar "errada" mas está certa porque está seguindo o seu coração, a sua intuição, o seu próprio destino...

Nos últimos tempos da sua vida, estando doente materialmente, ele pode visitar e receber ajuda da casa da Irmã de Caridade Francisca Gabriel, como é chamada, e assim comprovando o valor de uns para com os outros... Ele gostou de lá, e falou que o Mestre era único!


Este humilde "Mestre", na sua Linha, estava justamente lutando para a sua saúde, e ele não queria e não achava que era o momento de partir ainda, até pouco tempo antes do seu desencarnar. Eram desta forma sempre realizados muitos trabalhos de cura e atendimentos para ele. Porém, dentro desta luta, ele chegou num ponto em que decidiu ir mesmo...
Foi antes do São José de 1996, e ele foi chamando as pessoas, uma por uma, falando que era para parar de rezar para ele ficar, que era a sua hora... Mas não foi neste dia ainda, de São José, e ele até teve uma melhora. Passou alguns dias ele recolhido, como sempre bem lúcido em todos estes tempos, comunicando as suas últimas diretrizes e mensagens de Luz.

Chegou o dia de Sábado, ele olhou para a luz do dia e falou: - "Que dia bonito, eu quero ir é hoje!...", e estava dando um céu azul especial, bonito mesmo. Ele ficou olhando o tempo todo pela janela. Chegou uma pessoa próxima, se atuou, começou a cantar, e ele começou a cantar também os seus hinos. Cantou o "Caboclo Guerreiro", e ele foi assim mesmo, cantando com força e com fé, na sua passagem de Mestre (se fala que na mesma hora alguém soltou um foguete na vila...). Esta é digna de ser comparada às passagens dos Mestres orientais, que desencarnam de forma consciente, em "sámadhi", ou êxtase místico... sendo no caso do Daime, este mesmo "sámadhi" alcançado através dos hinos. Esta passagem é própria também dos "homens de poder", como os anciãos, os velhos xamãs das tribos norte-americanas, por exemplo, os quais sabem e podem escolher o melhor dia para atender o chamado do "mundo dos espíritos".


Este nobre homem nasceu o dia de São Miguel, em 1911, e desencarnou num Sábado, dia também de São Miguel na semana, o dia 23 de Março, dentro do período da Quaresma. "

Maria Alice Freire, responsável pela casa de cura que leva o nome do Padrinho Corrente na Vila Céu do Mapiá, relata a participação fundamental do "Vô Corrente" na abertura dos trabalhos de umbanda no âmbito do Cefluris:

Quando eu cheguei no Mapiá, que o Padrinho Sebastião mandou eu ir para a mata, abrir uma clareira lá junto com o Vô Corrente, para poder chamar os caboclos para curar os doentes, aquilo me surpreendeu, porque eu pensava... Não só pensava, como disse a ele: "Mas, Padrinho, para que o senhor precisa de caboclo? O senhor já tem tudo: já tem a Luz, a Verdade, a Justiça, a Sabedoria, o Amor, tudo na sua mão". Ele disse: "Mas eu preciso dos caboclos, minha filha! Porque meu povo não tem capacidade de acompanhar a luz do Daime e os caboclos é que vão me ajudar a limpar o canal do meu povo, para ele poder acompanhar a luz do Daime". Então, essa clareza ele me deu da dimensão exata daquele trabalho – conforme foi que os caboclos fizeram comigo: essa limpeza, esse aparelhamento, essa compreensão, essa caridade. Tudo isso que é um bê-a-bá muito simples: a pessoa se entregar ali na mão daquela entidade, para ela vir aparelhar e fazer a caridade. O trabalho com o pensamento, tudo isso é o bê-a-bá da história: a fé, a entrega, a caridade; a humildade que é preciso ter, porque se a pessoa se engrandece, aparelha outras coisas que não são os guias de cura, que são aqueles trapaceiros, aqueles embusteiros que vêm. A pessoa já tendo aquela instrução de base, quando entra no Daime, já tem mais condições no plano material dela para poder lidar com tudo aquilo. O Padrinho também tinha isso, também se desenvolveu numa banca espírita, já trabalhava com os guias dele de cura antes de chegar no Daime – então ele tinha essa clareza, de como isso facilita a vida da pessoa dentro do Daime. Muitas vezes a pessoa vai dentro do Daime se conhecer, vai saber que já tem relação com aquelas falanges e entidades de outras vidas, então já traz de outro tempo aquela missão. Tudo o Daime vai nos ensinar: a aparelharmos o nosso Eu Verdadeiro, o nosso Eu Superior, que é o principal e único verdadeiro aparelhamento que devemos conservar para sempre, né? O resto, são tudo alianças espirituais.

São os seguintes os hinos ofertados ao Padrinho Corrente que compõem o caderno intitulado "Caboclo Guerreiro" narrando um pouco da trajetória espiritual desse bravo guerreiro, trabalhador das matas, chamado Manoel Corrente da Silva:

01 - Saí por uma Estrada (Graça Nascimento)
02 - Peço e Rogo (Madrinha Maria Corrente)
03 - Balança do Julgamento (Regina Pereira)
04 - Beija-flor (Ângela Pimenta)
05 - Rainha da Luz (Luiz Lopes)
06 - Caboclo Guerreiro (Eduardo Ferreira)
07 - Santo Deus (José Kleuber)
08 - O Relho (Nonato Teixeira)
09 - Eu Peço (Isabela Coutinho)
10 - Com Jesus (Paulo Roberto)
11 - Minha História (Alex Polari)
12 - Grande Estudo (Vera Gall)
13 - Peço Força a meu Pai (Maria Cristina Santos)
14 - Vim Apurar (Beto)
15 - Comparecer (Fausto)
16 - Vamos Agradecer (Edimar)
17 - Corrente (Baixinha)
18 - Como eu amo o meu Padrinho (Baixinha)
19 - Caboclo Estrada Frente (Maria Alice)
20 - Sou o Daime (Neiva)
21 - Construção do Templo (Vera Fróes)
22 - Chuva Divina (Bernardo Albino)
23 - Alerta Geral (Joaquim Carvalho)
24 - Caboclo Afirma o Ponto (Cecília)
25 - Linha de Umbanda (Vera Apolônio)
26 - Bom Curador (Susana)
27 - Estrela do Oriente (Beatriz Vidal)
28 - São Miguel (Cristina Motta)
29 - Cruzeiro Iluminado (Eduardo Gabrich)
30 - Viva o Padrinho (Pedro Malheiros)
31 - Silêncio (Manoel Paulo)
32 - Luz do Espírito Santo (Noêmia Cotrim)
33 - Guerreiros do Amor (Joana Palhares)
34 - Caboclo Bom (Elisabete)
35 - Vou Chamar (Nonato Teixeira)
36 - O Velho (Alessandra)
37 - Festa de São Miguel (Maria Brilhante)
38 - Mais Um (Padrinho Alfredo)
39 - O Plantar e Colher (Júlio César)
40 - Estrela Guia (Luciana Rocha)
41 - Grande Rei (Luiz Roque)
42 - Irmãos em Cristo (Gilda Guilhon)
43 - No Infinito do Espaço (Sônia Palhares)
44 - É Pra Você (Conceição Carvalho)
45 - Quebra Demanda (Conceição Carvalho)

Para baixar as mp3 do hinário "Caboclo Guerreiro", em gravação especial na Vila Céu do Mapiá, clique em:


o que é o MANTRA HARE KRISHNA?



hare krishna hare krishna krishna kishna hare hare hare rama hare rama rama rama hare hare hare krishna hare krishna krishna kishna hare hare hare rama hare rama rama rama hare hare hare krishna hare krishna krishna kishna hare hare hare rama hare rama rama rama hare hare hare krishna hare  

krishna krishna kishna hare hare hare rama hare rama rama rama hare hare…

Que mantra é esse que os devotos sempre cantam?

É realmente útil?

Por que esses três nomes? O que significam?

São muitas as questões levantadas pelas pessoas que convivem com os devotos ou que simplesmente são curiosas a respeito desse mantra em especial. Muitas pessoas já o ouviram em trechos de músicas dos próprios Beatles, como “I am the walrus”, “Give peace a chance”, “My sweet Lord” – isso sem citar o álbum de mantras devocionais produzido por George Harrison, mas nunca souberam o real significado desse poderoso mantra.

A palavra “mantra”, filosoficamente, significa “instrumento usado para a libertação da mente”, mas do que realmente estamos tentando livrar a mente? A mente é responsável por gerar o desejo pela satisfação das nossas vontades. Dependendo da força com que a mente exerce sobre nós, ela pode sobrepor-se à inteligência, mesmo devendo ser subjugada por esta. Uma sábia maneira de dominar a mente é dar a ela alguma atividade, assim como uma boa maneira de educar uma criança hiperativa é dar-lhe uma ocupação. Frear completamente a mente causa os mesmos efeitos que parar completamente uma criança hiperativa, ou seja, é um enorme esforço sem grandes resultados.

A atividade que damos à nossa mente chama-se meditação mântrica baseada nos santos nomes de Deus. A partir dela, oferecemos a nós mesmos um processo purificatório, pois esse mantra traz consigo um grande poder descrito na literatura védica. Estamos vivendo  a Era de Kali (ou Kali-yuga), na qual se prescreve que a atividade mais potente para a nossa purificação e elevação espiritual é o cantar do Maha Mantra Hare Krishna. Veja a seguir:

“Meu querido Rei, apesar de Kali-yuga ser um oceano de defeitos, ainda assim tem uma boa qualidade: simplesmente por cantar os santos nomes do Senhor, pode-se libertar do cativeiro material e ser promovido ao mundo transcendental.” (Srimad-Bhagavatam 12.3.51)

O Maha Mantra Hare Krishna é composto de três palavras, a saber, Hare, Krishna e Rama. Elas são invocações a Deus, a partir de seu aspecto “feminino” (Hara), aspecto “todo-atrativo” (Krishna) e aspecto “fonte de prazer” (Rama). Portanto, o Maha Mantra é uma composição de alguns dos nomes de Deus e, quando cantado com espírito humilde e sincero, tem a potência de dar grande avanço espiritual àquele que o entoa.

“Nesta era de Kali, a única forma de obter liberação é o cantar dos santos nomes, é o cantar dos santos nomes, é o cantar dos santos nomes do Senhor. Não há outra maneira, não há outra maneira, não há outra maneira.” (Brhad Naradiya Purana 38.126)

hare krishna hare krishna krishna kishna hare hare hare rama hare rama rama rama hare hare hare krishna hare krishna krishna kishna hare hare hare rama hare rama rama rama hare hare hare krishna hare krishna krishna kishna hare hare hare rama hare rama rama rama hare hare hare krishna hare krishna krishna kishna hare hare hare rama hare rama rama rama hare hare hare krishna hare krishna krishna kishna hare hare hare rama hare rama rama rama hare hare hare krishna hare krishna krishna kishna hare hare hare rama hare rama rama rama hare hare hare krishna hare krishna krishna kishna hare hare hare rama hare rama rama rama hare hare hare krishna hare krishna krishna kishna hare hare hare rama hare rama rama rama hare hare hare krishna hare krishna krishna kishna hare hare hare rama hare rama rama rama hare hare hare krishna hare krishna krishna kishna hare hare hare rama hare rama rama rama hare hare hare krishna hare krishna krishna kishna hare hare hare rama hare rama rama rama hare hare hare krishna hare krishna krishna kishna hare hare hare rama hare rama rama rama hare hare hare krishna hare krishna krishna kishna hare hare hare rama hare rama rama rama hare hare hare krishna hare krishna krishna kishna hare hare hare rama hare rama rama rama hare hare hare krishna hare krishna krishna kishna hare hare hare rama hare rama rama rama hare hare hare krishna hare krishna krishna kishna hare hare hare rama hare rama rama rama hare hare

 Bn. Mariana Bessa

29.8.12

13.8.12


oração de SÃO FRANCISCO

SENHOR, FAZEI-ME INSTRUMENTO DE VOSSA PAZ

ONDE HOUVER ÓDIO, QUE EU LEVE O AMOR


ONDE HOUVER OFENSA, QUE EU LEVE O PERDÃO

ONDE HOUVER DISCÓRDIA, QUE EU LEVE A UNIÃO

ONDE HOUVER DÚVIDA, QUE EU LEVE A FÉ 

ONDE HOUVER ERRO, QUE EU LEVE A VERDADE

ONDE HOUVER DESESPERO, QUE EU LEVE A ESPERANÇA

ONDE HOUVER TRISTEZA, QUE EU LEVE A ALEGRIA

ONDE HOUVER TREVES, QUE EU LEVE A LUZ

Ó MESTRE, FAZEI QUE PROCURE MAIS CONSOLAR, QUE SER CONSOLADO
COMPREENDER, QUE SER COMPREENDIDO AMAR, QUE SER AMADO

POIS É DANDO QUE SE RECEBE

É PERDOADO QUE SE É PERDOADO

E É MORRENDO QUE SE VIVE PARA A VIDA ETERNA

7.8.12

2.8.12

27.7.12

saluba NANÃ BURUKÊ!

























Em 26 de julho celebra-se a festa de Santa Ana e São Joaquim, tradicionalmente conhecidos como pais de Nossa Senhora.  Em decorrência da festa religiosa, celebra-se também o Dia dos Avós.  No sincretismo Sant’ana é o orixá Nanã.  Padroeira dos avós, sua imagem, ao longo dos anos, a representa em atitude de ensinar Maria a ler. Por isso, tornou-se também padroeira dos estudantes e da promoção da leitura. "Santa Ana ou Sant'Ana (do latim Anna, por sua vez do hebraico transliterado Hannah, "Graça") foi mãe da Virgem Maria e avó de Jesus Cristo. Os dados biográficos que sabemos sobre os pais de Maria foram legados pelo Proto-Evangelho de Tiago, obra citada em diversos estudos dos padres da Igreja Oriental, como Epifânio e Gregório de Nissa. Sant'Ana, cujo nome em hebraico significa graça, pertencia à família do sacerdote Aarão e seu marido, São Joaquim pertencia à família real de Davi. Seu marido, São Joaquim, homem pio fora censurado pelo sacerdote Rúben por não ter filhos. Mas Sant’Ana já era idosa e estéril. Confiando no poder divino, São Joaquim retirou-se ao deserto para rezar e fazer penitência. Ali um anjo do Senhor lhe apareceu, dizendo que Deus havia ouvido suas preces. Tendo voltado ao lar, algum tempo depois Sant’Ana ficou grávida. A paciência e a resignação com que sofriam a esterilidade levaram-lhes ao prêmio de ter por filha aquela que havia de ser a Mãe de Deus. Eram residentes em Jerusalém, ao lado da piscina de Betesda, onde hoje se ergue a Basílica de Santana (http://pt.scribd.com/doc/69308232/14/IGREJA-SANTANA-E-PISCINA-DE-BETESDA); e aí, num sábado, 8 de setembro do ano 20 a.C., nasceu-lhes uma filha que recebeu o nome de Miriam, que em hebraico significa "Senhora da Luz", passado para o latim como Maria. Maria foi oferecida ao Templo de Jerusalém aos três anos, tendo lá permanecido até os doze anos.
A devoção aos pais de Maria é muito antiga no Oriente, onde foram cultuados desde os primeiros séculos de nossa era, atingindo sua plenitude no século VI. Já no ocidente, o culto de Santana remonta ao século VIII, quando, no ano de 710, suas relíquias foram levadas da Terra Santa para Constantinopla, donde foram distribuídas para muitas igrejas do ocidente, estando a maior delas na igreja de Sant’Ana, em Düren, Renânia, Alemanha. Seu culto foi tornando-se muito popular na Idade Média, especialmente na Alemanha. Em 1378, o Papa Urbano IV oficializou seu culto . Em 1584, o Papa Gregório XIII fixou a data da festa de Sant’Ana em 26 de Julho, e o Papa Leão XIII a estendeu para toda a Igreja, em 1879.Em França, o culto da Mãe de Maria teve um impulso extraordinário depois das aparições da santa em Auray, em 1623. Tendo sido São Joaquim comemorado, inicialmente, em dia diverso ao de Sant’Ana, o Papa Paulo VI associou num único dia, 26 de julho, a celebração dos pais de Maria Santíssima."





































DEUSA dos RIOS LAGOS e PÂNTANOS. A MÃE das ÁGUAS e das LABÁS (ORIXÁS FEMININOS), pois é a mais velha das mães. É a senhora de muitos búzios, que simboliza a morte por estarem vazios e a fecundidade porque lembrarem os órgãos genitais femi­ninos. NANÃ sintetiza em si a vida e a morte, a fecundidade e a riqueza.Seu nome designa pessoas idosas e respeitáveis e, para os povos jêje, da região do antigo DAOMÉ, NANÃ significa MÃE. A grande MÃE da Sabedoria. Conta-se que NANÃ BURUKÊ é uma VODUN (divindades da nação JEJE) que foi adotada como ORIXÁ pelos YORUBÁS. A NAÇÃO JEJE é oriunda da região de DAOMÉ. A palavra NANÃ nessa nação significa MÃE, SENHORA. Chegou ao Brasil, assim como os demais ORIXÁS, através dos negros escravos. Foi adotada como ORIXÁ pela UMBANDA.



PONTOS para NANÃ
Atraca atraca que aí vem Nanã ê ê,
Atraca atraca que aí vem Nanã ê á,
 

Atraca atraca que aí vem Nanã ê ê
Atraca atraca que aí vem Nanã ê á,

É Nanã Burukê, é quem vem saravá, ê ê
É Nanã e Oxum é quem vem saravá, ê á

É Nanã Burukê, é quem vem saravá, ê ê
Atraca, atraca que aí vem Nanã ê á.
________

São flores Nanã, são flores!
São flores Nanã Burukê!

São flores Nanã, são flores!
De seu filho Obaluaê!
 
São flores Nanã, são flores!
São flores Nanã Burukê!

São flores Nanã, são flores!
De seu filho Obaluaê!

24.7.12

infOrmes:



AVISO aos NAVEGANTES:


CRITÉRIOS de ANAMNESES para quem vai tomar o DAIME pela primeira vez, para os irmãos frequentadores de outros centros (não fardados) e irmãos de outros centros (FARDADOS).
obs: os fardados de outros centros que conhecemos, não precisam passar por esse processo.

1- VISITANTES pela primeira vez a consagrar o Santo Daime :
- deverão ligar para o dirigente do Centro (Abraão Carvalho) para uma conversa prévia
por telefone (83 8836-3733), para ver qual o trabalho de primeira vez que irá participar.
- após o primeiro contato com o dirigente, o participante participará de um encontro em MUTIRÃO coletivo (vivência no terreno da IGREJA, permanecendo assim as características do MESTRE IRINEU e do PADRINHO SEBASTIÃO do contato com a terra-natureza e integração comunitária); 
acontecendo o preenchimento da ficha da entrevista de anamnneses simultaneamente com o dirigente ou outro irmão e irmã aptos para o mesmo.
obs: a anamnnese será avaliada, e poderá ocorrer do irmão ou irmã iniciante não participar do trabalho do mesmo dia, se a avaliação não for aprovada.
- é solicitado ao participante de primeira vez, o cumprimento da disciplina que o MESTRE deixou de três dias antes e três dias depois do trabalho, evitar o uso de álcool, sexo e carnes.
- vestimentas femininas :
saias e blusas claras sendo vetado o uso do vermelho e do preto.
- vestimentas masculinas:
calças compridas e camisas cobrindo o ombro de cor clara e sendo vetado o uso 
do vermelho e do preto.